Copa Feminina 2019: o terceiro álbum do torneio

Atualizado em 10/07/2019, às 18h23.

Olá, tudo bem?

E já acabou a 8ª edição da Copa do Mundo de Futebol Feminino na França, e SIM, tivemos o álbum de figurinhas do torneio!

Aliás, o álbum foi lançado na Europa no início do mês de abril.

E foi lançado no Brasil no final do mês de abril! 🙏

Figura 1 – Arte promocional de lançamento do álbum
Figura 1 – Arte promocional de lançamento do álbum.

Mas você sabe quando foi a primeira edição da Copa do Mundo Feminina?

Ou quando foi lançado o primeiro álbum de figurinhas deste torneio?

Agora você vai saber disso tudo, e vai ver as fotos do álbum desse ano completo! 👀

E ao final, você vai saber quais recordes foram “quebrados” no torneio desse ano, e vamos mostrar pra você o Kit de Atualização desse álbum!

Vamos lá?

A Copa do Mundo de Futebol Feminino

A primeira edição do torneio foi na China em 1991, e quem venceu o torneio foi a seleção dos Estados Unidos, com sua “espada de três gumes”.

Esse foi o apelido que a imprensa chinesa usou para se referir ao ataque formado pelas jogadoras Michelle Akers, April Heinrichs e Carin Jennings.

Figura 2 – April Heinrichs (à esquerda), Michelle Akers (no centro) e Carin Jennings (à direita)
Figura 2 – April Heinrichs (à esquerda), Michelle Akers (no centro) e Carin Jennings (à direita).
©Getty Images

Em seguida o torneio aconteceu na Suécia (1995), Estados Unidos (1999 e 2003), China (2007), Alemanha (2011) e Canadá (2015).

Figura 3 – Logotipos de todos os torneios
Figura 3 – Logotipos de todos os torneios.

Pra você conhecer o histórico de todas as edições, leia esse ótimo artigo aqui.

Esse ano a França sediou a oitava edição do torneio, que aconteceu entre os dias 07 de junho e 07 de julho.

Figura 4 – Logotipo do torneio
Figura 4 – Logotipo do torneio.

A edição de 2023 ainda não tem país sede definido, mas 9 países estão disputando a candidatura, entre eles o Brasil. 😀

Nosso país é um forte candidato por ter organizado grandes eventos recentemente: a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016. 💪

A escolha do país-sede será em março de 2020.

O álbum da Copa do Mundo de Futebol Feminino

A aposta da Fifa e da Panini foi lançar o primeiro álbum de figurinhas do torneio na edição de 2011, que aconteceu na Alemanha.

Figura 5 – Página da seleção da Alemanha no álbum de 2011
Figura 5 – Página da seleção da Alemanha no álbum de 2011.

País sede do torneio e que tinha a seleção campeã mundial, a Alemanha é o 2º maior país consumidor de figurinhas do álbum da Copa do Mundo.

Sim, o primeiro é o Brasil. E o consumo de figurinhas no nosso país é mais de duas vezes maior do que na Alemanha.

Detalhe: esse álbum foi lançado APENAS na Alemanha… 😫

E como costuma-se dizer que perguntar o peso de uma mulher é considerado falta de educação, o álbum, ao contrário do da Copa do Mundo masculina, não traz esta informação.

No entanto, data de nascimento, altura e clube estão presentes. Para Christine Fröhler, diretora da Panini na Alemanha, “é mais charmoso” assim.

Figura 6 – Detalhe da figurinha do álbum de 2019, das jogadoras Marta e Alex Morgan, sem o peso das atletas.

O site Museu da Copa tem um artigo completo sobre esse primeiro álbum, que você pode conhecer aqui.

O segundo álbum

A edição de 2015 do torneio foi no Canadá.

E com o aumento da popularidade do futebol feminino, a Fifa aumentou o número de participantes para 24 seleções (em 2011 foram 16 seleções).

E a Panini expandiu a sua distribuição, lançando o álbum no Canadá e em mais 24 países. Confira a lista completa dos países aqui.

Figura 7 – Jogadoras da seleção do Canadá em campanha de lançamento do álbum
Figura 7 – Jogadoras da seleção do Canadá em campanha de lançamento do álbum.

O site Museu da Copa também tem um artigo completo sobre esse segundo álbum, que você pode conhecer aqui.

O álbum da Copa Feminina 2019

Agora você vai saber tudo sobre o álbum, e vai ver todas as fotos dele completinho!

Figura 8 – Detalhe da capa do álbum de 2019
Figura 8 – Detalhe da capa do álbum de 2019.

Como falei antes, o álbum desse torneio foi lançado na França no dia 06 de abril, e chegou às bancas brasileiras no dia 26 de abril.

Você ainda pode comprar o seu exemplar na loja online da Panini do Brasil, nesse link aqui.

Figura 9 – Copa Feminina 2019 à venda no site da Panini.

Uma grande novidade: esse ano tem edição em capa dura do álbum da Copa Feminina!🤩

Aliás, eu acho que a Panini devia lançar o álbum capa dura das edições passadas de todos os álbuns. Só acho… 😑

O álbum capa cartão custa R$8,90, e a versão capa dura custa R$29,90.

Figura 10 – Detalhe do preço na capa do álbum
Figura 10 – Detalhe do preço na capa do álbum

E cada pacotinho com 5 figurinhas custa R$2,50, como você viu na capa do álbum.

Tabela de controle das figurinhas

Você pode baixar gratuitamente a tabela para controle de figurinhas que nós fizemos.

Basta clicar na imagem abaixo!

Figura 11 – Tabela de controle de figurinhas
Figura 11 – Tabela de controle de figurinhas.

A seguir você vai ver TODAS AS PÁGINAS DO ÁLBUM COMPLETO! E um vídeo com todas as páginas do álbum vazio!

E também o provável “Kit de Atualização” desse álbum.

Nove cidades, 24 seleções, 480 figurinhas

Esses são os números que estão distribuídos ao longo de 56 páginas!

Figura 12 – Capa do álbum lançado na França (à esquerda) e na Itália (à direita)
Figura 12 – Capa do álbum lançado na França (à esquerda) e na Itália (à direita).

O álbum capa cartão tem as mesmas medidas do álbum da Copa do Mundo 2018: 23,2 x 27 cm.

Figura 13 - Capa do álbum vendido no Brasil
Figura 13 – Capa do álbum vendido no Brasil.

E o pacotinho com 5 figurinhas mede 8 x 10 cm.

Figura 14 – Pacotinho de figurinhas Made in Italy
Figura 14 – Pacotinho de figurinhas Made in Italy
Figura 15 – Pacotinho de figurinhas Made in Brazil
Figura 15 – Pacotinho de figurinhas Made in Brazil

E se você gosta de colecionar pacotinhos, lembre-se que existem três “modelos” diferentes, cada um com uma frase em um idioma diferente. Veja a figura abaixo.

Figura 16 – Os três "modelos" de pacotinhos lançados no Brasil
Figura 16 – Os três “modelos” de pacotinhos lançados no Brasil

E parece que também teremos pacotinhos com a borda vermelha, conforme mostrado na primeira figura desse artigo.

Ei, você também coleciona pacotinhos? Então precisa ler nosso artigo clicando aqui, para conhecer nossa coleção!

As figurinhas também tem as mesmas medidas das figurinhas do álbum da Copa 2018: 49 x 65 mm.

Figura 17 – O verso das figurinhas horizontal e vertical
Figura 17 – O verso das figurinhas horizontal e vertical.

A seguir você pode conferir alguns detalhes do álbum nacional. E na seção seguinte, todas as fotos do álbum completo.

Figura 18 – Detalhe da primeira página do álbum, com a lista das seleções campeãs do torneio
Figura 18 – Detalhe da primeira página do álbum, com a lista das seleções campeãs do torneio.

Ela está presente em todas as páginas do álbum, por isso é impossível não falar dela: a mascote Ettie.

É ou não é uma gracinha!?

Figura 19 – Detalhe da mascote Ettie na página 5
Figura 19 – Detalhe da mascote Ettie na página 5.
Figura 20 – Detalhe da mascote Ettie na página da seleção brasileira
Figura 20 – Detalhe da mascote Ettie na página da seleção brasileira.

E as páginas das seleções possuem a bandeira de cada país na página à direita.

O álbum ficou muito lindo, vou guardar um álbum vazio pra mim! 😆

Veja na figura abaixo como é a página da seleção brasileira.

Figura 21 – Páginas 26 e 27, dedicadas à nossa seleção brasileira
Figura 21 – Páginas 26 e 27, dedicadas à nossa seleção brasileira.

Assista o vídeo a seguir para ver todas as páginas do álbum vazio.

Vídeo 1 – Veja todas as páginas do álbum vazio

E na última página do álbum nacional você tem as tradicionais informações de como solicitar os cromos faltantes.

PelamordeDeus, não deixe NENHUM álbum incompleto. Confere nossa página aqui, com os códigos de todos os álbuns da Panini que você ainda pode pedir os cromos faltantes!

Figura 22 – Última página do álbum nacional, com as informações de como pedir os cromos faltantes
Figura 22 – Última página do álbum nacional, com as informações de como pedir os cromos faltantes.

E uma coisa interessante nessa última página, que eu acho que apareceu pela primeira vez no álbum da Copa América 2019: os Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP).

Figura 23 – Os Dados Internacionais de Catalogação na Publicação
Figura 23 – Os Dados Internacionais de Catalogação na Publicação.

O álbum completo

Vou deixar aqui um agradecimento ao colecionador francês Chris Rodriguez, criador da página Panini Football Club no Facebook, que permitiu o uso de todas as fotos que ele tirou do álbum completo.

As primeiras figurinhas do álbum são dos elementos do torneio, como a mascote oficial – Ettie –, a logomarca do torneio e o troféu.

Figura 24 – Página 1 do álbum
Figura 24 – Página 1 do álbum.

DARE TO SHINE é o mantra do torneio, e a tradução literal pode ser OUSADIA PARA BRILHAR.

Figura 25 – Figurinha número 5: o mantra do torneio
Figura 25 – Figurinha número 5: o mantra do torneio.

Assista ESSE VÍDEO e veja o que os grandes jogadores – tanto os homens quanto as mulheres – pensam desse mantra!

As próximas figurinhas são dos estádios e cartazes das cidades-sede.

Figura 26 – Páginas 2 e 3, com os cartazes e estádios
Figura 26 – Páginas 2 e 3, com os cartazes e estádios.
Figura 27 – Figurinha do cartaz da cidade de Paris, a capital da França
Figura 27 – Figurinha do cartaz da cidade de Paris, a capital da França.
Figura 28 – Página 5, com mais cartazes e estádios
Figura 28 – Página 5, com mais cartazes e estádios.

Cada uma das 24 seleções tem 19 figurinhas, sendo 17 jogadoras, o escudo da seleção e uma figurinha do time.

Figura 29 – Páginas 6 e 7, a seleção anfitriã: França
Figura 29 – Páginas 6 e 7, a seleção anfitriã: França.
Figura 30 – Páginas 8 e 9, a seleção da Coréia do Sul
Figura 30 – Páginas 8 e 9, a seleção da Coréia do Sul.
Figura 31 – Páginas 10 e 11, a seleção da Noruega
Figura 31 – Páginas 10 e 11, a seleção da Noruega.
Figura 32 – Páginas 12 e 13, a seleção da Nigéria
Figura 32 – Páginas 12 e 13, a seleção da Nigéria.
Figura 33 – Páginas 14 e 15, a seleção da Alemanha
Figura 33 – Páginas 14 e 15, a seleção da Alemanha.
Figura 34 – A figurinha do escudo da Alemanha ficou muito bonita
Figura 34 – A figurinha do escudo da Alemanha ficou muito bonita.
Figura 35 – Páginas 16 e 17, a seleção da China
Figura 35 – Páginas 16 e 17, a seleção da China.
Figura 36 – Páginas 18 e 19, a seleção da Espanha
Figura 36 – Páginas 18 e 19, a seleção da Espanha.
Figura 37 – Páginas 20 e 21, a seleção da África do Sul
Figura 37 – Páginas 20 e 21, a estreante seleção da África do Sul.
Figura 38 – Páginas 22 e 23, a seleção da Austrália
Figura 38 – Páginas 22 e 23, a seleção da Austrália.
Figura 39 – Páginas 24 e 25, a seleção da Itália
Figura 39 – Páginas 24 e 25, a seleção da Itália volta depois de 20 anos.
Figura 40 – Páginas 26 e 27, a nossa seleção brasileira
Figura 40 – Páginas 26 e 27, a nossa seleção brasileira.
Figura 41 – Páginas 28 e 29, a seleção da Jamaica
Figura 41 – Páginas 28 e 29, a estreante seleção da Jamaica.
Figura 42 – Páginas 30 e 31, a seleção da Inglaterra
Figura 42 – Páginas 30 e 31, a seleção da Inglaterra.
Figura 43 – Páginas 32 e 33, a seleção da Escócia
Figura 43 – Páginas 32 e 33, a estreante seleção da Escócia.
Figura 44 – Páginas 34 e 35, a seleção da Argentina
Figura 44 – Páginas 34 e 35, a seleção da Argentina.

Sou só eu, ou você também acha que a figurinha do time da Argentina está “esquisita”? 🤔

Figura 45 – Páginas 36 e 37, a seleção do Japão
Figura 45 – Páginas 36 e 37, a seleção do Japão.
Figura 46 – Páginas 38 e 39, a seleção do Canadá
Figura 46 – Páginas 38 e 39, a seleção do Canadá.
Figura 47 – Páginas 40 e 41, a seleção de Camarões
Figura 47 – Páginas 40 e 41, a seleção de Camarões.
Figura 48 – Páginas 42 e 43, a seleção da Nova Zelândia
Figura 48 – Páginas 42 e 43, a seleção da Nova Zelândia.
Figura 49 – Páginas 44 e 45, a seleção da Holanda
Figura 49 – Páginas 44 e 45, a seleção da Holanda.
Figura 50 – Páginas 46 e 47, a poderosa seleção dos Estados Unidos, atual campeã do torneio
Figura 50 – Páginas 46 e 47, a poderosa seleção dos Estados Unidos, atual campeã do torneio.
Figura 51 – Páginas 48 e 49, a seleção da Tailândia
Figura 51 – Páginas 48 e 49, a seleção da Tailândia.
Figura 52 – Páginas 50 e 51, a seleção do Chile
Figura 52 – Páginas 50 e 51, a seleção do Chile.
Figura 53 – Páginas 52 e 53, a seleção da Suécia
Figura 53 – Páginas 52 e 53, a seleção da Suécia.

E na penúltima página do álbum está a solitária figurinha da bola oficial do torneio, a última figurinha do álbum.

Figura 54 – Páginas 54 e 55, com a última figurinha do álbum: a bola oficial
Figura 54 – Páginas 54 e 55, com a última figurinha do álbum: a bola oficial.
Figura 55 – A última figurinha do álbum: a bola oficial do torneio
Figura 55 – A última figurinha do álbum: a bola oficial do torneio.

Os recordes no final do álbum

Figura 56 – A última página do álbum, com os recordes do torneio.
Figura 56 – A última página do álbum, com os recordes do torneio.
  1. Os times que mais participaram do torneio (7 vezes): Alemanha, Brasil, Japão, Nigéria, Noruega, Suécia e Estados Unidos.
  2. Jogadoras que mais participaram do torneio (6 vezes): Formiga (do Brasil) e Homare Sawa (Japão), entre 1995 e 2015.
  3. Maior campeã (3 vezes): a seleção dos Estados Unidos, em 1991, 1999 e 2015.
  4. Maior placar: a Alemanha fez 11 a 0 em cima da Argentina, em 2007.
  5. Gol mais rápido: Lena Videkull, da Suécia, marcou aos 30 segundos contra o Japão, em 1991.
  6. Jogadora mais jovem: Ifeanyi Chiejine, da Nigéria, tinha 16 anos e 34 dias quando entrou em campo contra a Coréia do Norte, em 1999.
  7. Jogadora mais velha: Christie Rampone, dos Estados Unidos, tinha 40 anos e 11 dias quando entrou em campo contra o Japão, em 2015.
  8. Jogadora que mais jogou: Kristine Lilly, dos Estados Unidos, participou de 30 jogos, entre 1991 e 2007.
  9. Maior artilheira: Marta, do Brasil, com 15 gols marcados entre 2003 e 2015.
  10. Mais tempo sem tomar gol: Nadine Angerer, da Alemanha, ficou 622 minutos sem tomar um gol, entre 2007 e 2011.
Figura 57 – O verso do álbum lançado na França e Suíça.
Figura 57 – O verso do álbum lançado na França e Suíça.

Atualizando os recordes

E agora que o torneio já acabou – com a seleção norte-americana ganhando o seu quarto troféu – você vai saber quais recordes foram “quebrados” nesse torneio.

  1. Os times que mais participaram do torneio (8 vezes): Alemanha, Brasil, Japão, Nigéria, Noruega, Suécia e Estados Unidos também participaram desse torneio na França!
  2. Jogadora que mais participou do torneio (7 vezes): Formiga (do Brasil), se isolou na ponta, entre 1995 e 2019.
  3. Maior campeã (4 vezes): a seleção dos Estados Unidos, em 1991, 1999, 2015 e 2019.
  4. Maior placar: os Estados Unidos fizeram 13 a 0 em cima da Tailândia, em 2019.
  5. Gol mais rápido: continua sendo de Lena Videkull, da Suécia, que marcou aos 30 segundos contra o Japão, em 1991.
  6. Jogadora mais jovem: Ifeanyi Chiejine, da Nigéria, continua sendo a jogadora mais jovem a entrar em campo. Ela tinha16 anos e 34 dias quando jogou contra a Coréia do Norte, em 1999.
  7. Jogadora mais velha: Formiga, do Brasil, tinha 41 anos e 98 dias quando entrou em campo contra a Jamaica, em 09/jun/2019.
  8. Jogadora que mais jogou: Kristine Lilly, dos Estados Unidos, se manteve no posto, tendo participado de 30 jogos, entre 1991 e 2007.
  9. Maior artilheira: Marta, do Brasil, aumentou para 17 o número de gols marcados entre 2003 e 2019, se tornando a maior artilheira da história das Copas!
  10. Mais tempo sem tomar gol: Nadine Angerer, da Alemanha, ficou 622 minutos sem tomar um gol, entre 2007 e 2011.
Figura 58 – Uma singela homenagem à Rainha do Futebol.
Figura 58 – Uma singela homenagem à Rainha do Futebol.

Kit de Atualização

E como acontece em todo álbum, nem todas as jogadoras foram convocadas para o torneio.

Mas nós já fizemos a lista do que seria o “Kit de Atualização” desse álbum, que você pode conferir clicando na imagem abaixo:

Figura 59 – Clique para conhecer o Kit de Atualização desse álbum.
Figura 59 – Clique para conhecer o Kit de Atualização desse álbum.

E aí? Você gostou do álbum da Copa Feminina desse ano?

Está colecionando?

Conta pra gente lá embaixo, nos comentários, e junte-se a nós!

Abraço!